Brasil Society
Sobre a Brasil Society
Se você gosta de arte e ama fotografia, por favor, desfrute deste post até o fim! Através da entrevista concedida exclusivamente para a Brasil Society, você poderá conhecer mais da fotografia autoral de Patty Simon. E mais do que isso! Assim como aconteceu comigo, inspirar-se nas suas aspirações e aprofundar-se no íntimo dessa fotógrafa, que está despontando no universo da fotografia contemporânea brasileira. E para aguçar ainda mais os seus sentidos, ao final do post, você poderá apreciar uma amostra de “Mutações Intimistas”, a mais nova série autoral de fotografias de Patty Simon. Agora sigamos com a entrevista!

Conheça a Trajetória Profissional e a Fotografia Autoral de Patty Simon

E inspire-se com “Mutações Intimistas”, sua mais nova série autoral, lançada recentemente

Se você gosta de arte e ama fotografia, por favor, desfrute deste post até o fim! Através da entrevista concedida exclusivamente para a Brasil Society, você poderá conhecer mais da fotografia autoral de Patty Simon. E mais do que isso! Assim como aconteceu comigo, inspirar-se nas suas aspirações e aprofundar-se no íntimo dessa fotógrafa, que está despontando no universo da fotografia contemporânea brasileira.  E para aguçar ainda mais os seus sentidos, ao final do post, você poderá apreciar uma amostra de “Mutações Intimistas”, a sua mais nova série autoral de fotografias.

Agora sigamos com a entrevista!

Ale Lima: Patty, conte para nós como a fotografia surgiu em sua vida. Você estudou fotografia, é autodidata… Como foi esse processo de descoberta como fotógrafa?

Patty Simon: Sempre amei fotografia, mas foi em 2006 que fui atrás de um curso da Escola Panamericana de Arte, pelo qual havia me interessado. Apesar de ser um curso de fotografia profissionalizante, em princípio ingressei nos estudos mais por curiosidade. Foi então que, durante o curso, amigos começaram a me convidar para fazer fotos de eventos em geral. E a partir daí, comecei a enxergar a Fotografia como uma oportunidade de atuação profissional.

Ale Lima: Como foi sua experiência como fotógrafa antes da fotografia experimental?

Patty Simon: Eu experimentei diferentes tipos de fotografia, mas o que mais me identifiquei foi o de pessoas, em especial quando eram espontâneas. Foi então que, depois de algumas experiências com eventos, percebi que eu gostava mesmo era de fotografar crianças.  E foi aí que me especializei em festas infantis, batizados, ensaios em família e de mulheres grávidas.

Ale Lima: Através da sua nova série autoral “Mutações Intimistas”, percebemos a luz como foco central dos seus experimentos. Houve estudos anteriores e com outros elementos? Poderia compartilhar conosco algum material?

Patty Simon: Tive pouca oportunidade de fazer trabalhos autorais. “Mutações Intimistas” foi o primeiro que pude desenvolver com base num conceito estruturado. Mas, em 2008, fiz um experimento fotografando bolhas de sabão e o resultado foi bem interessante. Separei algumas fotografias para compartilhar aqui.

Ale Lima: Patty, sobre Mutações Intimistas, o que te inspirou nessa criação? Ainda, poderia explicar um pouco sobre o processo criativo, que resultou nas fotografias autorais da série?

Patty Simon: Toda essa série foi inspirada por mudanças internas – impulsos de transformações que aconteciam comigo, internamente. No meu processo criativo, usei luz e movimento para reproduzir os efeitos que vemos nas fotos. E foi nos elementos da natureza que encontrei a fonte dessa luz, sendo que escolhi o fogo como a principal, justamente porque ele simboliza a transformação. Usei também a luz da lua, que sofre muitas mutações sob influência da natureza; e a das estrelas. E conectada à luz do fogo, da lua e das estrelas, deixei que impulsos internos me guiassem e me inspirassem aos movimentos… Eles nasciam instintivamente e conforme eu sentia a necessidade de fazê-los.

Obrigada Patty pela entrevista e por, através da sua obra, compartilhar conosco um pouco do seu universo particular. Foi maravilhoso compreender mais do seu trabalho, pois conforme nos aprofundamos na luz de sua essência, mais inspirador ele se torna!

E para você Patty, deixo aqui o relato de uma inspiração, que resultou desse contato mais íntimo com a sua obra…

Decidi compartilhar aqui toda essa minha inspiração, pois é uma sensação libertadora para mim, transcender à simples conotação estética e, então, enxergar o seu trabalho muito além das aparências. Agora vejo claramente refletida em sua obra, uma conversa com seus próprios instintos… Gestos que simbolizam a tentativa de compreender mais sobre si e de seus processos de transformação interna. Uma obra que simboliza agora, particularmente, a busca pelo conforto que resulta de uma relação mais íntima consigo mesma; reflexo de um universo muito feminino. Me identifiquei muito! Parabéns pelo trabalho Patty!

E você pode aprofundar-se ainda mais na compreensão desse “gesto libertário, errático e espontâneo”, através da leitura poética do curador Eder Chioreto.

Fique agora com uma pequena amostra de “Mutações Intimistas”, série autoral de fotografias de Patty Simon:

E através do post de hoje você pode conhecer um pouco mais e se inspirar na série “Mutações Intimistas” – fotografia autoral de Patty Simon. Que ela possa provocar e aguçar, também, os seus sentidos, da mesma forma que o fizeram com os meus!

Te vejo no próximo post!

#fotografiaautoraldePattySimon #PattySimon #MutacoesIntimistas #serieautoraldefotografia #PattySimonfotografia

São Paulo, 18 de janeiro de 2019

© Brasil Society por Ale Lima 2019

Brasil Society